SÁBADO SOM. POR JOÃO CARLOS DE MENDONÇA.

Publicado: 09/06/2012 em Poesia

                          S  H  E  R  Y  L      C  R  O  W

Ela tem uma formação musical robusta. Certamente já veio ao mundo predestinada à essa arte, tanto que desde a tenra idade jamais se imaginou seguindo outra carreira . Toca piano, teclados, contra-baixo, guitarra e percussão. E como! Nascida numa pequena cidade do Missouri  nos EUA , após concluir o curso de música se especializando em  “composição”, encontrou trabalho como professora de música, dando aulas para crianças deficientes. Mais adiante, a jovem, bela e talentosa SHERYL conseguiu se virar trabalhando como vocalista (backing vocal) para várias estrelas como Eric Clapton (com quem algum tempo depois teria um curto “affair”), Rod Stewart e  Michael Jackson. Artistas de peso, convenhamos.

SHERYL juntou seus “minguados” para investir numa “demo” com suas criações. Chamou alguns colegas, alugou um estúdio e mandou ver.  O resultado agradou em cheio aos executivos da A&M  Records que, a cercaram dos melhores músicos de estúdio e refizeram o trabalho de forma mais profissional, resultando no álbum TUESDAY NIGHT MUSIC CLUB (1993).  Uma estréia acima das expectativas, que revelava todas as influências e gêneros da artista cujo estilo, passeava pelo rock, country, pop e blues com rara intimidade. E a ótima canção All I Wanna Do com sua levada  meio “latin rock” cairia como uma luva no gosto popular, alavancando as vendagens do disco, que continha outras tantas pérolas, entre elas o blues Run Baby Run. TUESDAY é daqueles trabalhos que já nascem antológicos, discografia básica, mas a crítica não encontrando outros defeitos, preferiu atribuir a qualidade do produto à produção e ao talento dos músicos participantes. Então…

Com seu nome já estabelecido tão rapidamente e absolutamente aborrecida com a imprensa que reduzira sua competência em seu primeiro álbum, SHERYL CROW demorou 3 anos para lançar seu segundo trabalho. Acontece que entre os shows e excursões que realizara nesse período, ela vinha gravando “sozinha”  e pacientemente  “todos os instrumentos” para seu disco que  chamou-se singelamente , Sheryl Crow. Desta vez, a crítica teve de se calar e aplaudir. Nesse interregno, Sheryl  viveu com o ator Owen Wilson um romance discreto mas a relação intensa que teve com o ciclista profissional Lance Armstrong deu pano para as mangas. O sempre vencedor Lance, foi acometido por um câncer com prognósticos pouco animadores,mas com o apoio de sua primeira esposa, quase milagrosamente, curou-se definitivamente, voltando às pistas com sucesso e caindo nos braços de Sheryl com ímpeto ainda maior. As maldições lançadas ao casal eram o mote das publicações sensacionalistas e também das “sérias” mas, como de praxe, o estardalhaço mais ainda uniria os dois  e SHERYL CROWN , criativa como nunca, lançaria mais um festejado e realmente imperdível disco. C’mon , C’mon  confirmaria a competência da artista, com todo seu frescor roqueiro, convidados de luxo e um hit inspirado por e com o nome do ator Steve McQuenn, empolgante. Quando o relacionamento com Armstrong chegava ao topo da deteriorização (principalmente por parte dele) , toda a decepção e desengano de SHERYL desembocaram num disco fraco, prá baixo e decepcionante:  Wildflower. Totalmente de menos! Esse clima permaneceu de 2006, com o divórcio, até 2008. Não faltaram amigos. Apresentou-se como convidada num show de Clapton, dividindo com este os microfones em LITTLE WING de Jimi Hendrix. Registrou em áudio e vídeo uma das mais belas e comoventes baladas da atualidade,ao lado de Sting, chamada Always On Your Side.

Refeita e em plena forma, nos brindou com um álbum delicioso, Detours (2008), apresentando os hits Gasoline e Motivation. Aos 50 anos, bela e sexy como sempre, a garota mantêm-se como a melhor revelação da música internacional desde os anos 90. A prova ? Seu disco de 2010, 100 Miles From Memphis.  Totalmente demais!

PS I LOVE YOU:  Outras pérolas na voz de SHERYL:  Everyday Is A Winding Road – Sweet Child O’ Mine – Say What You Want To – Real Gone – Superstar .

Anúncios
comentários
  1. João Carlos disse:

  2. João Carlos disse:

    Enquanto ANDRÉ dorme eu mando só ehttp://youtu.be/qlywcuw-1TUssa!

  3. João Carlos disse:

  4. João Carlos disse:

    http://youtu.be/-E_Fx_j9cAY Olha que trio !!!!!!!

  5. Magna disse:

    Mais uma aula do maestro. Pra variar: maravilha, João!
    Nesta roda-viva em que me encontro ultimamente, vou registrando o que dá, quando leio. Neste caso, especificamente, a memória teimou em trazer uma notícia que li recentemente. Fiquei na dúvida se foi a memória esta sendo fiel e fiz a pesquisa que colo abaixo. A cantora está com um tumor benigno no cérebro e parece que tem levado da melhor maneira o problema. Fica aí como um pequeno acréscimo a história da artista.
    Abração.
    Magna

    http://musica.terra.com.br/noticias/0,,OI5816560-EI1267,00-Cantora+Sheryl+Crow+declara+que+tem+um+tumor+no+cerebro.html

  6. João Carlos disse:

    Ave Maria! Eu não sabia dessa.Sabia que ela teria tido um tumor nos seios e tinha ficado curada.Pode ser informação cruzada… vamos ver!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s