Chega de sal. Eu quero é mocotó!

Publicado: 02/04/2012 em Poesia

Em homenagem ao broda Johnny B. Good, mas conhecido como João Carlos de Mendonça:
“você é incapaz de matar uma muriçoca/mas como tem capacidade de mexer meu coração”
 

 


Anúncios
comentários
  1. Arsenio Meira Junior disse:

    No toitiço geral. O nosso Johnny merece, broda. Demais.
    Pra ele, pra você, Edgar, André e todoso s onsso amigos, esse clássico do Pink Floyd: http://www.youtube.com/watch?v=nlVQcBxiNRY

  2. Domingos Sávio disse:

    O homi voltou minha gente. Toitiço geral. Estamos na arquibancada, na espera. Cachimbos à postos. VAmos que vamos papai. Vamos que vamos.

  3. Arsenio Meira Junior disse:

    kkkkkkkk… mas eu nunca sai daqui!
    Vamo que vamo.
    Abraços

  4. andregustavo disse:

    Acho que Arsenio não viu essa:

  5. Arsenio Meira Junior disse:

    Grande André!
    Evoé imortal Torquato Neto!
    O carismático ator gaúcho Paulo José numa declamação de primeira.
    Esse poema foi construído a partir de uma junção de vários versos de poetas consagrados, um mix, um expediente vez em quando usado pelos Poetas como um recurso – altamente legítimo – para alcançar o lirismo.
    Grande abraço
    Arsenio

  6. João Carlos disse:

    Eia! Falta um minuto pro despertador tocar. Correr pro banho e prá Goiana!
    Mas tenho de abraçar os broda! Todos! Eu não mereço mas mereço né André ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s