Atendimento ao público… algumas considerações. À guisa de…

Publicado: 16/03/2012 em Poesia

PERFIL.

Perfilado.

Perfilados de alumínio e gente.

Gente com sorriso que abre imensos portões de esperança.

Gente de cara feia.

Sem perfil para…

… atendimento ao público.

Coisa mais difícil. A tal da arte de engolir sapos,

baratas e outros animais da raça humana.

Que no dizer do Poeta caçula e Irmão, cada vez gosto mais dos cães quanto mais conheço os homens.

Invejo os taxistas.

Os donos de fiteiro.

Os vendedores de limão na feira.

Quem tem seu próprio negócio e é dono do seu próprio nariz.

Lembro de um taxista amigo, que possuía um chevette enferrujado e sem ar.

Sempre rejeitado e só nas horas de aperto era disputado.

Fazia ponto na Rua do Futuro, que contradição, bem pertinho do finado Timba.

Defronte ao ap onde morava.

E ele me contou que uma vez, deixou um passageiro em pleno viaduto Cap Temudo, sol de torar, porque o sujeito saiu de lá do Futuro e foi até Joana Bezerra reclamando do chevetão do gordo.

Não teve dúvidas. Rua. Precisa pagar não. Sem Futuro.

Lembrei de hoje. Uma senhora. Com a OAB na mão e um Alvará na outra.

Conhecedora das leis.

E desconhecedora dos bons modos.

Destratando um jovem funcionário, com dois dias de agência e já levando no toitiço , que couro de bancário fica feito couro de sapo ligeirinho.

Nessas horas me vem a imagem dos perfis.

Qual o perfil ideal para se tratar os mal-amados?

Qual o perfil ideal para se conter a arrogância e o abuso de poder?

Qual o perfil ideal para lidar com a falta de caráter?

Qual o perfil ideal para se lidar com gritos?

Qual o perfil ideal para se manter a calma quando se luta com covardia, covardia e covardia?

O silêncio, me responde o jovem aprendiz, que da vida sabe muito e de banco está já saindo, primeiro lugar no MPU. Sai já.

Com o gosto amargo das feridas, mas com a certeza de que mesmo sendo uma senhora, de OAB na mão, a sua sabedoria é maior.

A sua elegância é maior.

E a velha é velha mesmo. Envelhecida pela falta de respeito ao próximo.

Envelhecida pela falta de ideal na vida.

Movida unicamente pela mola do dinheiro, pela mola enferrujada do dinheiro, pelo mau uso do dinheiro.

Dos trinta dinheiros.

Com a OAB na mão.

E nenhum grama de educação.

Qual o perfil?

Anúncios
comentários
  1. João Carlos disse:

    TITÃS nela! Fela!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s