Expulsaram a Poesia de Rosa e Silva.

Publicado: 09/03/2012 em Brasil mostra a tua cara!

 

 

Lá do Hubble, bem lá do alto. Em outras Galáxias, como esta da foto aí de riba, o mestre Eládio deve de estar se “bulino”.

As botas dos borra-botas emolduram um quadro Dantesco em nosso querido rincão alvirrubro.

Eita nós. Ainda absorvo a poesia das mulheres inundando Recife de luz. E foi ontem. E foi lua cheia. E fomos felizes…

Nem dá prá ser feliz sendo torcedor da Coisa.

É! O timbú é que é a Coisa.

A Coisa dos acasalados no roubo.

A Coisa dos alcoviteiros que mandam torpedos para o céu.

A Coisa dos que lêem poemas em Assembléias e atiram nos torcedores depois. Pelas costas.

A Coisa dos que escrevem diuturnamente, unicamente porque a corneta é a sua voz rouca, fanha e bizonha…

E nada acrescentam ao clube. Acrescentam às Factorings. Juros da extorsão que antes era produto do roubo. Limpinho e lavado.

A Coisa dos Balancetes desaprovados e desmantelados.

A Coisa do rombo de mais de oito milhões de reais. Eu disse oito. Pode ser mais, nunca menos.

A Coisa dos olhos grandes sobre o Eládio. O Estádio que vai virar pó. Centenário clube. Maléficas práticas.

Tristonho destino.

Expulsaram a Poesia de Rosa e Silva e isto é fato histórico, vergonhoso e irreversível.

Não creio em cura.

O Câncer desses que fazem a Coisa e não fazem o clube de Dona Amélia.

O clube de Edgar.

O clube de André Gustavo.

O clube de João e Josés.

O clube da minha família.

Das nossas famílias.

Não definitivamente não estamos em Nuremberg e eu não sou juiz.

E sabiamente me retirei dos escombros da Nova Granada dos Aflitos.

Nem Michel Teló faria melhor um enredo tão atravessado.

Digno de uma embusteira facção neonazista que se apoderou do poder e de lá nunca sairá.

Desistam.

Se querem viver.

Ao se tratar com bandidos corremos o risco de perdermos nossas vidas.

O Náutico morreu.

Então viva o Náutico.

Dentro de nossos corações e com a nossa Poesia.

Um dia ele volta.

Lá do Hubble.

Na direção de Eládio, com Eládio, por Eládio.

Num Universo Paralelo.

Agoniza e morre. Infelizmente.

Olha o samba aí gente. Este não atravanca nosso caminho. Este passarinho, eles passarão:

 

Anúncios
comentários
  1. João Carlos disse:

    Este sim é um texto antológico. Quem o lerá (sem lágrimas) lá no CD (que sequer completou as vagas) ? Sairá no Juca ? No Blog do Torcedor do PE/Coca-Cola (é isso ai!) ? Ou nos blogs das torcidas organizadas para ganhar ingressos,transportes e presença nas sociais (sem serem sócios) e aplaudirem , expulsando um garoto sócio (6 sócios na família) ?
    O CNC se afastou de mim. Me rejeitou. Não sou sócio e fugi dos estádios a mais de 25 anos.Pior é que conheço muitos EUs por ai. Foi o CNC que me fez perder o tesão por futebol. A última partida completa que vi foi na Copa da Africa.Afinal, comecei em 63 e me acostumei à torcer por clube grande. O CNC é um fantasma de 6 títulos. E só somente só/assim vou lhe chamar/assim você vai ser!
    PS: Essa estória de Arena (dos outros,dividida e com prazo de validade) e do Eládio vai ser a pá de cal.Remember Alamo! Aliás, Remember o América!

  2. Exato. Perfeito. Nós somos o América de hoje. O América pós-moderno. Pós-ladrões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s