Algumas considerações sobre a VAIA e paixões…

Publicado: 27/02/2012 em Brasil mostra a tua cara!

SOBRE O DIREITO INALIENÁVEL DA VAIA – O PÚBLICO É SENHOR DA RAZÃO E QUEM RECEBE DO POVO RECEBE MUITO BEM.

Maria Betânia foi vaiada no Teatro Santa Izabel algumas décadas atrás. Indignada, jurou nunca mais por os pés em nossa cidade e assim o fez, até ser chamada pelo então prefeito Jarbas Vasconcelos e concedendo uma nova chance ao povo pernambucano resolve aportar por aqui. Não sem antes ainda dissolver suas mágoas, seus rancores e seu estrelismo. Ela pode. Pode?

Milhares de estrelas do porte, maiores, menores que a nossa musa e imensa cantora Betânia também reagem mal às vaias. A vaia é um ato considerado mesquinho, indigno, de má educação e portanto factível de ser exterminado em nome da civilização.

Destôo deste coro dos contentes, pois descontente, acho a vaia uma legítima expressão popular, secular e legítima.

A vaia isolada é ainda mais bela. Compõe a Sinfonia de um indivíduo que se transforma em uma Nação. Corajoso, furioso, justo.

Pois para aplaudir não precisamos de muitos neurônios, apenas o infindável tsunami chamado de inconsciente coletivo.

Um aplauso solitário sim. É verdadeiramente corajoso também.

E belo. Bravo. Bravíssimo.

E ambos VAIA E APLAUSO são faces da mesma moeda e para quem recebe fortunas a cada mês, trabalhando muito ou pouco, no departamento médico ou rachando lenha, não há muito o que reclamar não:

 O POVO REMUNERA MUITO BEM A QUEM DEPENDE DE SEU SUOR, SANGUE E LÁGRIMAS:

– POLÍTICOS(TODOS)

– ARTISTAS(ALGUNS)

– MÚSICOS(ALGUNS)

– JOGADORES DE FUTEBOL(ALGUNS).

– ?

Remunera-se muito mal os professores, os médicos, os garis, os bancários, os bombeiros, os policiais, os dentistas, etc pei bufe e coisa e tal.

E FIM.

E PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES, UM ANTOLÓGICO MOMENTO DA NOSSA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA:

Anúncios
comentários
  1. andre gustavo disse:

    A mãe da virgem diz que não e o anuncio da televisão e estava escrito no portão:
    Desse jeito acabaremos na segunda divisão!!!

  2. João Carlos disse:

    O sócio/torcedor do CNC para pelo direito de aplaudir!

  3. João Carlos disse:

    Refazendo tudo: O sócio/torcedor do CNC PAGA pelo direito de aplaudir!

  4. EDGAR MATTOS disse:

    Acho que há uma distinção entre o que se PODE fazer e o que se DEVE fazer. Considero legítimo o direito do torcedor/espectador de vaiar ( a váia – já se disse – é o aplauso de quem não gostou ) o seu time. Na minha opinião, não deveria fazê-lo. Porque os jogadores estão envergando a camisa ( o tal “manto sagrado” ) do seu clube. No caso,;bem ou mal eles representam o “meu” Náutico; e eu me recuso a vaiar o que amo. Claro que existem muitas formas de amar. Dentre elas até aquela capaz de matar e/ou de matar-se por Amor De maltratar e até destruir o objeto amoroso. Tenho para com esses toda compreensão. Embora reprovando essa atitude. Que não é a minha forma de ser amante. A minha paixão pelo Náutico à parte – é impregnada de muita fé e de muita esperança.; Por isso, continuo sempre acreditando; não desanimo nunca. Sempre alvirrubro, acima de tudo. de dirigentes desonestos ou incompentes e de jogadores “pernas-de-pau”. Com todo respeito aos diferentes de mim.

  5. EDGAR MATTOS disse:

    Repetindo trecho truncado:
    “A minha paixão pelo Náutico é impregnada de muita fé e de muita esperança. Por isso, continuo sempre acreditando. Não desanimo nunca. Sempre alvirrubro, acima de tudo. Inclusive de dirigentes desonestos ou incompetentes; e de jogadores pernas-de-pau… Com todo respeito aos que são diretentes de mim”.

  6. João Carlos disse:

    Edgar tem razão! Mas, eu também tenho! Acho a vaia (apenas a vaia) a mais civilizada demonstração de insatisfação e punição dos torcedores. Amo meus filhos mas eles ouviram muitos “não” (ir ao shopping,dinheiro prá isso ou aquilo,não sair no fim-de-semana) por trelas e/ou indisciplinas. Por isso acho que a vaia até educa. É a punição sem violência. Até já vi jogos terminarem com as 2 torcidas vaiando! às vezes,uma baita vaia,harmônica, musical é arrepiante! É a crítica positiva!
    Mas,compreendo aqueles que,como o GM, não conseguem vaiar o seu clube. Mas compreendo que a vaia não é ao clube mas aos que não tem condições esportivas de vestir o manto sagrado.Todavia, a vaia tem de ser FINAL! Fechando o show (ou jogo). Durante, só se vaia os filhos dos outros (digo, time…KKKKK).

  7. Aplaudo de pé e com o coração cheio de alegria os comentários de Edgar Mattos e João Carlos. Nunca vi tão complementares, tão perfeitos e tão opostos. Por isso mesmo tão belos e tão IMPRESCINDÍVEIS. Para mim isso é DEMOCRACIA, RESPEITO, HUMANIDADE. APLAUDAM. Deixem as vaias para os amadores do Timbu. Aqui só tem Poetas e Irmãos. Amém.

  8. EDGAR MATTOS disse:

    Amigos Domingos e João Carlos: mudando de assunto, vocês souberam da adesão de Eduardo Araújo e Carlos Porto, destacados integrantes do MTA,,á atual gestão do Náutico ? Pode-se considerar esse fato como uma oxigenação dos quadros dirigentes do clube ?

  9. João Carlos disse:

    Como “oxigenação” eu não diria,uma vez que os dois já foram dirigentes noutras gestões, mas tenho prá mim que, se tiverem vez e voz, e não sejam usados como “adesão do MTA”, eu vejo com bons olhos. Embora reconheça minha ignorância dos “meandros” do clube à tempos!

  10. A “oxigena$ão se deu pela troca do cedilha pelo cifrão” kkkkkkkkkkkkkkkkk afinal quem patrocina tais e quais candidaturas por este mundão de Eládio?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s