Para o mano caçula Edgar Mattos.

Publicado: 01/02/2012 em Poesia

Para o grande cinéfilo e apreciador e poeta e gente da melhor qualidade, estirpe e caráter, que sabe tudo e um pouco mais de cinema, poesia, arte, amizade e claro, futebol:

 

Anúncios
comentários
  1. EDGAR MATTOS disse:

    Domingos: do cinema, sou apenas um espectador convencional. Aliás, renegando todos esses meus presumidos saberes acabo de produzir um poema intitulado “Um ignorante inteligente”.Trata-se de um poema desabafo. No próximo fim de semana vou divulgá-lo por aqui.

  2. EDGAR MATTOS disse:

    Desculpe, Domingos, esqueci de agradecer o seu belo presente. Esse final de Cine Paradiso – filme que, por sinal, tive a oportunidade de rever recentemente – é de arrepiar ! Obrigadíssimo !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s