Torpedaço de Edgar Mattos. BRAVO! BRAVÍSSIMO!

Publicado: 22/01/2012 em Poesia

 DESPACHO EM VERSO

 

                                              Por EDGAR MATTOS

 

A professora Lucyde Almeida Barbosa,lotada em São Bento do Una, dirigiu, em versos,  ao Secretário Estadual de Educação,  o seguinte requerimento:

 

“Exmo. Sr. Secretário de Educação

Desejaria apenas um minuto de atenção

Afastei-me da escola

Sem a sua permissão

Mas mandei requerimento

Justificando a razão

Desse meu afastamento

Pra cursar pós-graduação

Afastamento já aprovado

Pela Creuza Aragão

 

Como o curso começava

No início do mês em questão

Aproveitei todos os sábados

Feriado não levei em consideração

Dando as aulas que podia

Por antecipação

Completei a carga horária

E fiz recuperação

Tudo como explicitam as leis

Que regem a Educação

 

Mas como sempre acontece

Houve reprovação

E os trinta e dois reprovados

Da escola, aprontaram a delação

Dirigiram-se ao Dere

Que lhes deu toda razão

Mandou-me fazer novamente

Uma nova recuperação

Para aprovar todo mundo

Causou-me indignação

Se eu cumpri a minha parte

Consciente da minha missão

 

Complementei carga horária

Fiz recuperação

Aprovei quem tinha condição

Disso não tenham dúvida não

Por que me condenam ?

Por antecipar uma reposição ?

Ou por não jogar analfabetos

No meio da multidão ?

Então eu pergunto Excelência

Que papel é o do professor ?

De trabalhador da messe

Ou do circo o senhor ?

 

Eu conheço a videira

Que dá frutos de valor

Eu conheço a videira

Que dá vinho sem sabor

Quem mais conhece o filho

A mãe ou o genitor ?

Assim senhor Secretário

Analise a situação:

Não se pode reprovar !

Como anda a Educação

Se não agi com justiça

Não me dê nenhuma atenção

Ou defira o meu requerimento

Se der a isso aprovação

Porque tenho certeza de estar certa

E espero em Deus solução”

 

Para não mudar a forma do processo, eu, então o titular da Secretária Estadual de Educação, também despachei em verso:

 

Professora Sueli

Dessa terra de São Bento

Eis o que resolvi

Sobre seu afastamento

Para a pós-graduação

Que feito sem requerimento

Deu em tanta confusão

Se não houver prejuízo

Como reza a informação

Professora lhe aviso

Dou-lhe absolvição

Em homenagem a  seu verso

Que tem ritmo e picardia

Lhe perdoo mas lhe peço

Aprenda que autonomia

Tem limite no direito

Pois nesta Secretaria

Se se deixar “levar no peito”

Ensino vira anarquia

Sem São Bento que dê jeito.!

Anúncios
comentários
  1. João Carlos disse:

    Eita! Fato histórico antológico. Inusitada forma de requerimento da professora e mais inusitada a forma categórica da resposta do Edgar. Afinal, terminei se rindo! E arroi ?

  2. Edgar Mattos é um poeta que nos deixa sempre com um gostinho de quero mais. Ele se revela em silêncio, como diria Mário Quintana, “em silêncio como a chuva fina que cai durante a madrugada, mas que faz transbordar os rios”. Assim vejo Edgar. Amém.

  3. João Carlos disse:

    Hoje o nosso HOULDINI completa 20 years old. O garoto do Parque.Rubrunegro fina estampa.Jornalista de prima e cinéfilo da melhor categoria. Digno de todo carinho.O dia é do Dine! Parabéns, vida longa e que Deus te ilumine mais ainda.

  4. EDGAR MATTOS disse:

    Meus parabéns ao jovem Houldine.legitimo dono desse espaço domingueiro do qual eu, inquilino das 2ªs feiras, me sinto um invasor.

  5. Magna disse:

    Maravilha! Para ter uma resposta dessa, dá vontade de ser professora e passar pelo aperto, porque com um Secretário desse com bom senso, respeito e ética, há sempre jeito.
    Maravilha de escrita e de história, Edgar.

    Então é o aniversário de Houldine? A você, Houldine, os meus sinceros parabéns! Somos ambos de janeiro, embora signos diferentes. Tudo de bom para você! Que Deus te abençoe!
    Abração em todos e um especial, claro, no aniversariante.
    Magna

  6. Daqui papoco sobe a crônica do aniversariante. Vou ali e volto já , com a famia agasaiá uns grãozinhos de feijão + carne de sol. Ops, no toitiço.

  7. Houldine disse:

    Ôpa, pessoal. Aproveito para agradecer aos queridos amigos e mestres João Carlos e Edgar Mattos, ao comandante do blog – e outro mestre e amigo , Domingos, e a nossa querida poetisa Magna, que abrilhanta este espaço com sua presença feminina.

    Sobre o mais que inventivo requerimento e a igualmente inventiva resposta, o que dizer? Simplesmente genial!! Abraços.

  8. EDGAR MATTOS disse:

    É interessante registrar como a quebra do formalismo burocrático, por inusitada, se faz notícia. O Diário de Pernambuco, á época, divulgou o episódio com certo destaque. Como, para mim, rimar quadrinhas, esse tipo menor de “poesia”, não é coisa difícil, fiquei surpreso com essa repercussão. Quanto à manifestação de vocês, dentre os quais há Poetas assim com P maiúsculo, dou sempre o desconto da sua habitual generosidade. .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s