Arquivo de 28/04/2011

Coisa de time pequeno.

Coisa de dirigente medíocre.

Aperto de gente incompetente na hora da decisão: Frouxidão!

Vexame nacional. Vexame local. Vexame em nossos corações.

Há muitos anos tenta-se esconder um caudaloso rio de lama e escândalos em Rosa e Silva.

E tudo passa. Descaminhos, desvarios, ruínas.

E tudo passa.

Prá pior.

Falei anteriormente que o nosso amor não morre nunca e é impenetrável.

Isto é fato.

Não é factóide.

Factóide é apoiar-se nas muletas da sua indigência moral, ética e administrativa, para criar um clima de guerra. Factóide é não saber ter perdido a primeira batalha e não saber como recompor o equilíbrio para a próxima. Apenas isso.

Gente grande sabe fazer. Gente competente. Levanta os cacos e se agiganta.

Na reta final.

Mas não temos o DNA dos vitoriosos no comando da Nau Alvirrubra. Infelizmente. E já faz tanto tempo…

Temos uma torcida que vale por muitas e tem um valor incalculável.

Uma torcida que não vive de factóides. Ele faz a História e admite apenas os fatos.

Apenas as facções organizadas que se autodenimam “torcidas organizadas” vão embarcando nesta onda de violência e denuncismo. Por isso hoje receberam um belo prêmio: não poderão ir aos jogos das finais do campeonato. Muito pouco para tantos anos de vandalismo, covardia e violência. Muito pouco mesmo. 
Mas o que é realmente pequeno é este vídeo que constrangido publico aqui neste blog, onde passaram, passam e se Deus quiser passarinhos os Quintanas, Drummonds, Clarices, Fernandos, Manueis e suas eternas Bandeiras, João Cabrais e tais e fins e outros tantos que nem sei, milhares de poetas, grandes, imensos, muitos levitados, muitos eternos. Nenhum que tenha jamais rabiscado um factóide.

Com a palavra Fernanda Young:

“Ser mediocre é viver na zona franca da existência.”

 

Anúncios